fbpx

Se alguém perguntar o que é calefação, você sabe responder? Seja sincero. Embora o nome seja difícil, esse sistema nada mais é que uma técnica de aquecimento usada em casas, principalmente em regiões mais frias.

É comum muita gente confundir calefação com vaporização. Afinal, nos estudos de termodinâmica, calefação é o nome popular dado ao processo físico conhecido por Efeito de Leidenfrost.

Esse processo consiste em evaporar um líquido em temperaturas muito superiores aos da ebulição. Quer saber mais? Continue por aqui mais alguns minutinhos.

O que é calefação?

Em resumo, a calefação é um método de aquecimento de recintos fechados, como forma de proteger os moradores de uma residência do frio.

A ideia remete aos primórdios da humanidade, mais precisamente à Era das cavernas, quando as famílias para se proteger do frio intenso se refugiavam nas cavernas e lá queimavam madeiras.

De lá para cá esse processo evoluiu, sendo que atualmente existem diversos tipos de sistema de calefação divididos entre calefação elétrica e calefação a gás.

vaporização e calefação

Qual a diferença entre calefação e vaporização?

Vaporização é todo processo que transforma um estado líquido em gasoso. No entanto, existem três tipos de processo de vaporização:

  • Calefação;
  • Evaporação;
  • Ebulição.

Assim sendo, a calefação é, portanto, um processo de vaporização. E como já antecipamos, calefação é o nome dado ao processo físico conhecido como Leidenfrost.

Nesse caso, um líquido é submetido a temperaturas muito elevadas, evaporando de forma muito rápida, quase instantânea.

Um outro processo é a evaporação, que é a mudança do estado líquido para o gasoso de forma gradual, até mesmo lenta.

Ela acontece na superfície do líquido não sendo perceptível visualmente. Até porque não há o surgimento de bolhas e nem agitação no seu interior. Um bom exemplo de evaporação é o quintal que seca com o sol.

Por fim existe a ebulição que é uma mudança mais rápida do estado líquido para o gasoso que a evaporação, e mais lenta que a calefação.

piso ecofloor aquecimento casa

Quais são os tipos de calefação?

Ficou claro que a calefação é um processo de vaporização. Dessa forma, o sistema de calefação pode ser ou elétrico ou hidráulico. Dentro desses dois sistemas temos os seguintes tipos de calefação:

  • Calefação de parede;
  • Calefação de piso;
  • Calefação central;
  • Calefação local.

Calefação de parede

A calefação de parede é um aquecimento por meio de um termostato que é conectado na parede.

Ele pode ser instalado tanto em parede de alvenaria quanto em parede DryWall. Uma das suas vantagens é que sua instalação não faz nenhuma sujeira.

Ou seja, não é necessário quebrar a parede para instalar esse sistema. Além disso, ele pode ser considerado inclusive uma obra de arte na parede.

Ele é um sistema realmente eficiente contra o frio, além de mofo e bolor, principalmente em lugares que possuem muita umidade.

Calefação de piso

A calefação de piso, também conhecida como Piso Aquecido ou Piso Radiante é uma das mais indicadas quando o assunto é aquecimento do ambiente.

Afinal, de acordo com um artigo de B. W. Olesen, esse tipo de aquecimento é o mais próximo do modelo ideal, uma vez que deixa nossas pernas e pés mais aquecidos.

Isso porque, o modelo ideal considera que nossas pernas e pés necessitam de mais calor que a nossa cabeça.

Sendo assim, quando você controla a temperatura de um sistema de piso aquecido não precisa deixá-la muito alta, justamente por conta disso.

ar condicionado calefação local

Calefação central

A calefação central é um tipo de calefação hidráulica, pois ela usa dutos de água quente que ficam distribuídos pela casa.

O boiler, nesse caso, fica em uma peça isolada que é chamada de sala de máquinas ou caldeira.

Esse tipo de calefação costuma usar combustível que pode ser o gás natural, por exemplo. O calor produzido é distribuído para os cômodos através do encanamento.

Calefação local

Por calefação local podemos entender os aquecedores a óleo, lareiras e até mesmo aparelhos de ar condicionado em cômodos específicos.

Esse tipo de aquecimento não é indicado, primeiro porque ele é restrito ao aquecimento de um único cômodo, e segundo porque ele não é o modelo ideal.

Por exemplo, no caso do ar quente, ele precisa ter muita força para jogar o ar para baixo e isso vai exigir um consumo de energia elétrica muito maior.

Além disso, o ambiente também não ficará muito agradável uma vez que as partes mais altas do nosso corpo vão receber mais calor que as partes mais baixas.

Qual o tipo de calefação escolher?

Para cada tipo de local existem tipos de calefação melhores. No caso de uma grande obra, a calefação central pode ser mais indicada.

No entanto, na maioria dos casos, tanto o sistema de piso aquecido quanto o sistema de parede aquecida são os mais recomendados.

Afinal, o sistema de piso aquecido tem o modelo de aquecimento mais próximo do ideal, e por isso vai deixar o ambiente muito mais aconchegante.

Sem contar que com esse tipo de sistema você também terá mais economia de energia, visto que suas pernas e pés serão aquecidos antes da sua cabeça. Então não será necessário deixar a temperatura do ambiente muito alta.

Esse tipo de sistema é seguro?

Além de ser um dos mais econômicos do mundo, o sistema de piso aquecido é também um dos mais seguros.

Entretanto, é preciso escolher uma empresa séria que tenha o certificado de segurança IP em todos os seus termostatos.

Mas, de modo geral, ao aquecer a sua casa com o sistema de piso aquecido, você terá um ambiente muito mais acolhedor nos dias frios.

Por isso, ele é um tipo de sistema de calefação que acaba se destacando dos demais, e é desse modo, o mais usado nos países temperados.

Agora que você já sabe quais são os tipos de sistema de calefação e quais são os mais indicados para sua residência, é só aquecer o seu lar de forma correta.

Saiba qual o melhor sistema de aquecimento para sua casa!

Entre em contato conosco!

×